top of page
  • Foto do escritorJoice Bacantte

Respire bem para falar bem em público!


Quando você nasceu seu diagrafma foi sacudido e você deu sua primeira inspiração. O seu coração foi estimulado a funcionar corretamente, seus pulmões se expandiram e o ar entrou pela primeira vez nos seus pulmões, você tomou um tapa na bunda, expirou e soltou seu primeiro choro. Com o seu primeiro sopro de vida, nasce o seu primeiro grito...olha que bonito isso! Sua voz nasce da sua respiração.


A respiração é uma atividade involuntária do nosso organismo, mas também tem um aspecto em que podemos interferir com nossa intencionalidade. As ciências milenares ensinam desde os tempos sem princípio a fazer controles dessa função do nosso corpo e dessa forma conquistar mais vitalidade física e alterar padrões e estados emocionais. A ciência hoje tem afirmado isso cada vez mais através de experimentos que comprovam o quanto as práticas de respiração mais lenta e profunda interferem em nossa saúde global.


Se os estados emocionais interferem em nosso padrão respiratório e um efeito em cadeia passa a acontecer em nosso organismo o oposto também acontece, isto é, trabalhar uma respiração mais lenta profunda também propicia um estado mental, emocional e físico de tranquilidade, paz nutrição e virtude!


O estado de estresse e ameaça muitas vezes é estimulado por um padrão mental, que faz uma leitura equivicada das situações cotidianas. Quando você vai falar em público, por exemplo, esse é um momento de conexão com as pessoas, de expressão do seu brilho pessoal, mas o medo pode fazer seu cérebro interpretar esse momento de exposição como ameaça de vida e ou morte!


A boa notícia é que você pode entrar em uma zona de tranquilidade e consiguir se expressar com fluencia, leveza e brilho, despertando intencionalmente atenção e intenção em sua respiração, tornando-a mais ampla, profunda e lenta.


Aqui vai um exercício básico e poderoso pra você praticar agora e sempre que quiser falar bem em público: Comece ativando a respiração diafragmática, ou seja, com a participação do seu abdome como um todo enquanto você respira. Pense em sua barriga enchendo como um balão: o ar entra a barriga enche, o ar sai a barriga murcha. Busque inspirar num tempo, segurar um pouco o ar no pulmão cheio e expire soltando o ar.


Ao controlar sua respiração, aprofundá-la e ampliá-la por todo o seu abdome, você transmite ao seu cérebro a calma, a serenidade e a sensação de prazer necessárias para ativar seu estado de presença e se comunicar bem frente às situações de exposição.


Uma pessoa que transmite tranquilidade enquanto fala se torna magnética pela firmeza, energia e estado presença. Bora respirar, minha diva! Bora respirar, meu divo!



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page