top of page
  • Foto do escritorJoice Bacantte

O mundo inteiro é um palco. Você é uma pessoa ou uma personagem?

"O mundo inteiro é um palco e todos os homens e mulheres são atores. Eles entram e saem de cena e cada um no seu tempo representa diversos papéis", diz a personagem Jaques (uma de minhas prediletas), ao iniciar uma das falas mais incríveis do teatro universal, na peça "Como gostais" do Shakespeare. Ao longo do solo ele segue nos fazendo refletir sobre os ciclos da vida, de como nascemos, começamos a engatinhar, passamos a correr em busca da satisfação de nossos desejos e por fim, voltamos a engatinhar banguelas como no início da vida, só que não mais como bebês e sim como velhos perto da morte. Uau! forte, não é? Conseguiu se ver um pouquinho nessa frase? Talvez você nunca tenha pensado em sua vida como um show, muito menos como uma peça, mas e nas personagens que você interpreta dia após dia? Você sabia que a palavra "pessoa" vem do latim "persona" e que persona era o nome dado às máscaras do teatro grego? De onde vem justamente a palavra personagem. Curiosamente as palavras "pessoa", "personagem", assim como "personalidade" derivam da mesma raíz: Persona. E sabe o que isso quer dizer? Que você não apenas é alguém, mas você representa esse alguém que você é. Bingo! A grande pergunta aqui é: como você tem se representado? Você tem conseguido se expessar à altura do que você realmente é? Você sabe quem você é? Eu sei, parece filosófico demais, e talvez seja. Assim, como a resposta não é fácil, envolve tarefa de uma vida inteira. Essas perguntas, que podem ser o centro das nossas questões de vida, também são essenciais se você deseja falar bem em público, envolver e encantar o público, mesmo que sua plateia não esteja no teatro, mas em sua sala de reuniões, aula, evento ou até mesmo em sua audiência de instagram, Youtube e tantas outras plataformas. Esse palco também pode ser a sala de estar, o quarto, a varanda de sua vida íntima...Qual é a persona que você mostra para as pessoas, quais você esconde até de você mesma? Por mais que estejamos em terra de IA, Filtros, (des) harmonizações faciais/corporais e infindáveis ferramentas de edição onde as pessoas parecem mais personagens de si mesmas do que "gente como a gente", no fundo da nossa alma existe uma vontade de ser e manifestar tão somente o que somos, você não sente isso também? Eu sinto um certo gozo no coração quando consigo expressar algo genuíno, repito internamente pra mim mesma "nossa, fui tão eu agora, arrasei!", e é tão gostoso! Essa é minha proposta de vida, é também o DNA do método Soul (Sentir - Ousar - Universo- Liberdade), trabalho nessa porção de ser e expressar a singularidade através do corpo, da voz, do pensamento, do sentimento, da intenção e vontade. E cada vez que consigo isso comigo ou com uma aluna ou mentorada eu sinto o coração pulsar mais forte, o peito se abrir, a pele arrepiar e o pensamento gritar: "Nossa, é isso! arrasei!". Você já teve momentos assim de "É isso, arrasei!"? Momentos assim deixam registros no corpo da gente, são marcos e ao mesmo tempo nortes que apontam na direção do que realmente importa. É uma sensação de abertura que acontece da fibra muscular ao espírito. No fim das contas, ser quem você é passa pela maneira como você SENTE, se expressa, que palavras você escolhe, qual é sua comunicação e como ela se dá, que gestos, atitudes, cores, sons, ritmos te representam e o quanto você OUSA colocar tudo isso diante do outro. Nesse momento o que é que tem feito você SENTIR que você está sendo "tão você"? Me conta aqui nos comentários, vou amar saber!





5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page